Quem diria que James Rodriguez um dia estaria na situação em que se encontra hoje no Real Madrid? O meia chegou ao Madrid com status de estrela, artilheiro da Copa do Mundo e futuro do clube.

No início de sua passagem por Madri, o colombiano correspondeu às expectativas, marcando gols importantes e fazendo parte de uns dos elencos mais vencedores do mundo. No entanto, com a chegada de Zidane, o jogador perdeu espaço no clube. Para equilibrar o time, Zizou promoveu a entrada de Casemiro, que deu o equilíbrio necessário para a equipe. Tal escolha resultou em um tricampeonato da Champions. James Rodriguez foi emprestado ao Bayern e retornou na atual temporada. Nos primeiros jogos, o meia voltou a demostrar seu bom futebol e se tornou titular da equipe. Zidane, por sua vez, o sacou da equipe titular e, em várias ocasiões, nem sequer na lista dos convocados James figurava.

A última aparição do colombiano foi em Fevereiro, na derrota para a Real Sociedad pela Copa do Rey. Até a partida contra o Betis, o jogador madridista não havia sido convocado.
A situação mudou na última rodada, quando Zidane reconheceu o empenho do jogador que, mesmo não sendo relacionado, vinha treinando forte e nunca se rebelou contra as escolhas do treinador. Com os inúmeros desfalques, James tem em suas mãos, talvez, as últimas oportunidades no Real Madrid. Sites ingleses o colocam na mira de Wolverhampton e Everton. O segundo vem mais forte na briga, pois é comandado pelo Carlo Ancelotti (quem treinou James no Real Madrid). Estima-se que a pedida do Madrid seja em torno de 50 milhões de euros, entretanto, ambos os times interessados querem pagar em torno de 20 milhões.

Por enquanto, não passa de um interesse no jogador que tem poucos minutos na atual temporada. Essas últimas partidas do Campeonato Espanhol (11) e o mata-mata da Champions, devem definir o futuro de James no Madrid.