Neste mercado de verão, o Real Madrid não fará novidades. Ele só vai trazer para a temporada 2020/ 2021 alguns emprestados que Zidane solicitou, como Odriozola, Lunin e Odegaard, por enquanto. Há outros casos que não foram resolvidos, já que esse mercado vai durar até 6 de outubro devido às complicações causadas pela pandemia.

Fala-se de muitos nomes para a agenda do Real Madrid, mas há três, especificamente, que estão marcados para 2021. São exigências de Zidane, e Florentino, já está trabalhando para que as operações tenham um bom pé. São três jogadores por necessidade.

O primeiro é Kylian Mbappé, jogador do PSG, para o ataque. O jovem francês está há muito tempo na órbita do Madrid e será no próximo ano que os brancos lançarão a ofensiva final para convencer o craque. Os detalhes deste caso são desconhecidos, mas há rumores na Concha Espina de que será cobrado um preço de mais de 180 milhões de euros.

O segundo é Eduardo Camavinga, jogador do Rennes, que já foi convocado pela Seleção Francesa. Lembre-se de que ele tem apenas 17 anos. O Madrid o quer a todo custo e estará no próximo mercado quando Florentino lançar a rede. Zidane deixou para trás o sentimento de amar Pogba e o mudou para Camavinga.

O terceiro, e último da pauta em destaque, é Dayot Upamecano. O defensor francês vai continuar mais uma temporada em Leipzig e, em Madri, é chamado para ser o substituto de Ramos quando se decidir pela despedida. Upamecano tem as características exatas para cumprir as funções que o capitão madrilenho desempenhou ao longo destes anos.

Existem três contratações urgentes, mas nenhuma delas será barata. Esse é o principal problema que Florentino vê, por isso está guardando. Ele não quer gastar um único euro neste verão, ele prefere esperar que tudo se acalme para preparar seus ataques.