Donny Van de Beek não esquece que estava a um passo de assinar pelo Real Madrid. O promissor futebolista holandês confirmou depois de oficializar a sua contratação pelo United que “tínhamos tudo fechado com eles e no final desistiram …”

Mudaram as prioridades da entidade Chamartín. Foi necessário adaptar-se às novas condições e estas deviam-se a não fazer grandes transferências. Van de Beek iria custar cerca de 55-60 milhões de euros para o clube branco, montante que não podiam assumir devido às perdas geradas pela Covid-19.

Florentino Pérez e seus homens de confiança deixaram claro que se pedissem aos jogadores que reduzissem seus salários, não fazia sentido que no final do verão eles fizessem contratações. Algo que tem se mantido até agora, desde o verão está focado apenas na liberação de jogadores que podem deixar dinheiro nos cofres do clube.

Van de Beek foi fechado, é verdade, mas as circunstâncias mudaram. No entanto, o futebolista sempre teve esperança de, antes de iniciar a nova temporada, voltar a receber o telefonema do Real Madrid. Algo que não aconteceu e, para decepção do futebolista, ele não teve escolha senão ouvir outras ofertas como o Manchester United (que pagou cerca de 45 ‘quilos’ por ele).

O médio holandês deixa claro que não assinou pelo Real Madrid porque vários jogadores que iam sair acabaram por ficar: “Estava tudo fechado com o Real Madrid e os clubes também tinham um acordo, mas por algum motivo não se concretizou. Jogadores que iam deixar a equipa, ficaram e o Madrid recuou … ”

Ao mesmo tempo, Van de Beek explicou que, apesar de tudo, está entusiasmado com o novo projeto do United: “O Manchester United é um sonho e, claro, um grande clube da melhor liga do mundo. Não tive que pensar nem por um segundo quando a oportunidade se apresentou.